SUSTENTABILIDADE NA METODOLOGIA DA PESQUISA

contribuições de uma investigação sobre as novíssimas universidades federais brasileiras

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22196/rp.v24i1.6943

Palavras-chave:

Metodologia da Pesquisa, Sustentabilidade na Pesquisa Científica, Arena de Atores, Triangulação de Dados

Resumo

Este texto tem o objetivo de apresentar uma proposta de desenho metodológico para investigações em/sobre sustentabilidade a partir da experiência de uma pesquisa em andamento em uma instituição de educação superior brasileira, que intenciona revelar as bases político-institucionais de criação das chamadas novíssimas universidades federais. No caso da pesquisa em tela – analisar a criação das novíssimas universidades federais brasileiras – a necessidade sentida não foi de identificar um problema de pesquisa novo, mas dar continuidade ao trabalho de Nascimento (2018), que já tinha realizado tal atividade tendo a Universidade Federal do Cariri (UFCA) como objeto empírico. Portanto, esta contribuição se refere a um desenho de metodologia de pesquisa científica, ao mesmo tempo em que resultados analíticos não são esperados, mas sim contribuições de cunho metodológico, que se alinham na oportunidade de se conjugar técnicas de análise tradicionais, como a Triangulação de Dados, e recentes, como a Arena de Atores. No âmbito da pesquisa a que este trabalho se refere, alude-se a possibilidade de que sejam conduzidas pesquisas (novas e a partir desta obra relatada) que contenham um desenho metodológico inspirado nas contribuições aqui relatadas. Cumpre dizer que não é proposta deste texto inovar em termos de metodologia para novos estudos, mas compreende-se que a pesquisa-base dá indícios de como conjugar diferentes técnicas de coleta e de análise de dados com vistas a oportunizar-se ambientes mais propícios aos estudos em/sobre sustentabilidade.

Biografia do Autor

Ives Romero Tavares do Nascimento, Universidade Federal do Cariri

Professor do Centro de Ciências Sociais da Universidade Federal do Cariri. Doutor em Administração pela Universidade Federal da Bahia. Membro do Laboratório Interdisciplinar de Estudos em Gestão Social (LIEGS), grupo de pesquisa da Universidade Federal do Cariri. E-mail: ives.tavares@ufca.edu.br.

Referências

BELLEN, Hans Michael. Indicadores de sustentabilidade: uma análise comparativa. (2a ed.). Rio de Janeiro: Editora FGV, 2006.

BOULLOSA, Rosana de Freitas. Mirando ao Revés nas Políticas Públicas: notas sobre um percurso de pesquisa. Pensamento & Realidade, v. 28 n. 3, 67-84, 2013. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/index.php/pensamentorealidade/article/view/17572/15028. Acesso em: 30 set. 2021.

BOULLOSA, Rosana de Freitas. Mirando ao Revés as políticas públicas: os desenvolvimentos de uma abordagem crítica e reflexiva para o estudo das políticas públicas. Publicações da Escola da AGU, série especial, v. 11, n. 4, 89-105, 2019. Disponível em: http://www.mpsp.mp.br/portal/page/portal/documentacao_e_divulgacao/doc_biblioteca/bibli_servicos_produtos/bibli_boletim/bibli_bol_2006/Publ-Esc-AGU_v.11_n.04.pdf. Acesso em: 30 set. 2021.

COSTA, Patrícia Lessa Santos. As Bases Espaciais da Solidariedade e as Dinâmicas da Interiorização do Ensino Superior Público Estadual na Bahia: O processo de criação da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS), Universidade Estadual do Sudoeste Baiano (UESB), Universidade do Estado da Bahia (UNEB) e Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC). (Tese de Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da Universidade Federal da Bahia, 2010.

CHACON, Suely Salgueiro. O sertanejo e o caminho das águas: políticas públicas, modernidade e sustentabilidade no semi-árido. Fortaleza: Banco do Nordeste do Brasil, 2007.

ESTEBAN, Adriana Miranda.; SOLANO, Ramón Bedolla; ROSAS, María Laura Sampedro. Formación docente para integrar el eje medio ambiente en el proceso de enseñanza-aprendizaje en el nivel superior en la universidad autónoma de Guerrero México. Revista Pedagógica, Chapecó, v. 22, p. 1-13, 2020. DOI: http://dx.doi.org/10.22196/rp.v22i0.4772. Disponível em: http://pegasus.unochapeco.edu.br/revistas/index.php/pedagogica/article/view/4772. Acesso em: 21 fev. 2022.

FEITOSA, Maria José da Silva.; ANEZ, Miguel Eduardo Moreno. Triangulação metodológica e reconstrução epistêmica: em busca de profundidade nas pesquisas científicas em Administração. Anais do XXII Encontro Internacional sobre Gestão Empresarial e Meio Ambiente (Engema 2020). Disponível em: http://engemausp.submissao.com.br/22/anais/arquivos/627.pdf?v=1633009071. Acesso em: 29 set. 2021.

FORNARI, Liege Maria Sitja. Delineamentos metodológicos da pesquisa em educação. Revista Pedagógica, Chapecó, v. 17 n. 35: Mai./Ago. 2015. DOI: https://doi.org/10.22196/rp.v17i35.3065. Disponível em: http://pegasus.unochapeco.edu.br/revistas/index.php/pedagogica/article/view/3065. Acesso em: 21 fev. 2022.

GRZYBOWSKI, Luciana Suárez et al. Pesquisa qualitativa: validação interrogada. Revista Pedagógica, v. 9, n. 18. Jun 2007. DOI: https://doi.org/10.22196/rp.v9i18.4237. Disponível em: http://pegasus.unochapeco.edu.br/revistas/index.php/pedagogica/article/view/4237. Acesso em: 21 fev. 2022.

MARCONI, Marina de Andrade.; LAKATOS, Eva Maria. Fundamentos de Metodologia Científica. (9a ed., Ed. atualizada). São Paulo: Atlas, 2021a.

MARCONI, Marina de Andrade.; LAKATOS, Eva Maria. Técnicas de Pesquisa. (9a ed., Ed. atualizada). São Paulo: Atlas, 2021b.

MARTÍNEZ-AGUT, María del Pilar. De la educación ambiental a la educación para la sostenibilidad: una propuesta para América Latina a partir de la metodología de aprendizaje-servicio. Revista Pedagógica, Chapecó, v. 22, 2020. DOI: https://doi.org/10.22196/rp.v22i0.5027. Disponível em: http://pegasus.unochapeco.edu.br/revistas/index.php/pedagogica/article/view/5027. Acesso em: 21 fev. 2022.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO (MEC). A democratização e expansão da educação superior no país 2003 – 2014, 2014. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=16762-balanco-social-sesu-2003-2014&category_slug=dezembro-2014-pdf&Itemid=30192. Acesso em: 30 set. 2021.

NASCIMENTO, Ives Romero Tavares do. A expansão da educação superior como estratégia de desenvolvimento territorial: O caso da Universidade Federal do Cariri. (Tese de Doutorado). Escola de Administração, Universidade Federal da Bahia, Brasil, 2018.

NASCIMENTO, Ives Romero Tavares do; PESSINA, Maria Elisa Huber. O engajamento social na criação das novíssimas universidades brasileiras como oportunidade de interconexão local com os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS). Revista Brasileira de Políticas Públicas e Internacionais, v. 6, n. 2, 2021. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/rppi/article/view/57092. Acesso em: 14 dez. 2021. DOI: https://doi.org/10.22478/ufpb.2525-5584.2021v6n2.57092

NASCIMENTO, Ives Romero Tavares do.; SILVA, Herton Alexandre Santos; PEREIRA, Vanessa da Silva. Análise da ação de atores sociais no processo de implementação de políticas públicas: uma proposta de aplicação da metodologia da Arena de Atores. RECC – Revista Eletrônica Científica do CRA-PR, 6 (2), p. 63-77, 2019. Disponível em: http://recc.cra-pr.org.br/index.php/recc/article/view/201/137#. Acesso em: 28 set. 2021.

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS (ONU). Sobre o nosso trabalho para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável no Brasil, 2021. Disponível em: https://brasil.un.org/pt-br/sdgs. Acesso em 28 set. 2021.

PERES, Janaina Lopes Pereira. Reinterpretando o fluxo de políticas públicas a partir da experiência: do pragmatismo crítico ao Hip Hop da Ceilândia/DF (Tese de Doutorado), Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento, Sociedade e Cooperação Internacional – PPGDSCO, Universidade de Brasília (UnB), 2020, 251f. Disponível em: https://repositorio.unb.br/handle/10482/39318. Acesso em 28 set. 2021.

PRODANOV, Cleber Cristiano; FREITAS, Ernani Cesar de. Metodologia do trabalho científico: métodos e técnicas da pesquisa e do trabalho acadêmico. 2. ed. Novo Hamburgo: Feevale, 2013. Disponível em: https://www.feevale.br/Comum/midias/0163c988-1f5d-496f-b118-a6e009a7a2f9/E-book%20Metodologia%20do%20Trabalho%20Cientifico.pdf. Acesso em: 27 set. 2021.

SACHS, Ignacy. Caminhos para o desenvolvimento sustentável. Rio de Janeiro: Garamond, 2011.

SEN, Amartya. Desenvolvimento como liberdade. (Laura Teixeira Motta, Trad.). São Paulo: Companhia das Letras, 2010.

TOMMASO, Silvia Ferraz Nogueira de; RODRIGUES, Ivete; PINSKY, Vanessa Cuzziol. ANÁLISE INTERATIVA QUALITATIVA: uma contribuição metodológica para pesquisas em sustentabilidade socioambiental. 2020. Anais do XXII Encontro Internacional sobre Gestão Empresarial e Meio Ambiente (Engema 2020). Disponível em: http://engemausp.submissao.com.br/22/anais/arquivos/617.pdf?v=1633012245. Acesso em 28 set. 2021.

TRUJILLO FERRARI, Alfonso. Metodologia da Pesquisa Científica. São Paulo: McGraw-Hill do Brasil, 1982.

Publicado

2022-06-30

Edição

Seção

Artigos Demanda Contínua