Modelos Cognitivos de Ensino e Práticas Pedagógicas - Planificação de uma Aula de História segundo o Modelo Resolução de Problemas

Autores

  • Odília M. G. F. Castro Leal Universidade Comunitária Regional de Chapecó

DOI:

https://doi.org/10.22196/rp.v11i23.481

Resumo

Com este trabalho pretendo aprofundar a compreensão do paradigma cognitivo, a partir da sua relação com um dos modelos nele inspirado, o modelo Resolução de Problemas, aplicado a uma aula de História. Na primeira parte, começarei por clarificar os conceitos de pressuposto, paradigma e
modelo, evidenciando a sua relação dialéctica. Seguidamente, procederei à caracterização do paradigma cognitivo, referindo os suportes em que assenta, as linhas estruturantes e os seus aspectos caracterizadores. Após uma abordagem dos modelos cognitivos de ensino, onde farei referência aos suportes conceptuais que caracterizam as suas principais práticas, destacarei o modelo Resolução de Problemas e descreverei a sua sintaxe. Numa segunda parte, irei enfrentar o desafio de aplicar o modelo em causa, a um cenário de uma aula de História do Ensino Secundário, em torno de um problema ligado à História Local.

Downloads

Como Citar

LEAL, O. M. G. F. C. Modelos Cognitivos de Ensino e Práticas Pedagógicas - Planificação de uma Aula de História segundo o Modelo Resolução de Problemas. Revista Pedagógica, [S. l.], v. 11, n. 23, p. 203–225, 2010. DOI: 10.22196/rp.v11i23.481. Disponível em: http://pegasus.unochapeco.edu.br/revistas/index.php/pedagogica/article/view/481. Acesso em: 4 mar. 2024.

Edição

Seção

ARTIGOS