Imprensa no Oeste de Santa Catarina: um discurso em prol da instrução pública para as crianças durante o Estado Novo

Autores

  • Aline Fatima Lazarotto Unochapecó
  • Silvia Maria Fávero Arend Universidade do Oeste de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.22196/rp.v20i45.4470

Palavras-chave:

educação popular, educação formal, movimentos sociais

Resumo

A imprensa desempenhou um papel importante no processo de introdução da população infanto-juvenil na escola pública na região oeste do estado de Santa Catarina no século XX. Este artigo objetiva analisar as notícias veiculadas pelo primeiro jornal publicado nessa região do estado de Santa Catarina – A Voz de Chapecó, no período entre 1939 e 1941, sobre a escolarização da infância. O jornal, num conjunto de reportagens, divulgou o discurso oficial do governo do estado de Santa Catarina sobre a necessidade de implementar a instrução pública na região e no período, bem como sobre as características que deveriam nortear a educação intelectual e moral das crianças.

Biografia do Autor

Aline Fatima Lazarotto, Unochapecó

 Docente do  Curso de Pedagogia da  Universidade Comunitária da Região de Chapecó; Doutoranda na Universidade do Estado de Santa Catarina-UDESC

Silvia Maria Fávero Arend, Universidade do Oeste de Santa Catarina

Doutora em História , docente do Centro de Ciências Humanas e da Educação, Programa de Pós – Graduação Em Educação, Universidade do Estado de Santa Catarina-UDESC

Downloads

Publicado

2018-12-31

Edição

Seção

Artigos Demanda Contínua