Epistemologia e Educação étnico-racial: análise dos manuais didáticos do Ensino Fundamental de Mariana-MG

Autores

  • Marcelo Donizete da Silva DEEDU/ICHS/UFOP

DOI:

https://doi.org/10.22196/rp.v19i40.3749

Palavras-chave:

Leitura, livro, história

Resumo

Este artigo tem como objetivo analisar as teorias educacionais contemporâneas e seus desdobramentos no processo de difusão da cultura étnico-racial. Buscou-se desenvolver um estudo criterioso sobre os manuais didáticos de História do Brasil e Língua Portuguesa do Ensino Fundamental. A metodologia desenvolvida foi de análise bibliográfica acerca das teorias que congregam a proposta política e pedagógica dos parâmetros curriculares nacionais (PCNs), no que é referente à história da cultura Africana e sua interface com a educação brasileira, e esta análise será desenvolvida no campo, no contexto das escolas de Mariana/Minas Gerais (MG). O referencial teórico é de cunho histórico-crítico que envolve as áreas de: Teorias e História da Educação do Negro no Brasil. Espera-se com esta pesquisa contribua com a análise crítica sobre: a História do Negro no Brasil; seus desdobramentos ideológicos no tocante à formação da população negra; na perspectiva emancipadora das relações étnico-raciais no país; e na crítica à leitura ideológica da educação proposta pelas teorias educacionais.

Biografia do Autor

Marcelo Donizete da Silva, DEEDU/ICHS/UFOP

Possui graduação em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (1994), Mestrado (2003) e Doutorado
(2010) em Educação pela Faculdade de Educação da UNICAMP. Atuou como: Professor da Educação Básica (Ensino Médio) na Secretaria Estadual do Estado de São Paulo; Coordenador do Curso de Licenciatura em Filosofia
nas modalidades a Distância (EaD), Presencial e Pós Graduação (Lato Sensu) do Centro Universitário Claretiano de Batatais (CEUCLAR ), Professor, Substituto, no
Departamento de Educação do Instituto de Biociências da UNESP no Campus Rio Claro-SP; Professor Titular e Tutor a Distância do Centro Universitário Claretiano de Batatais e Chefe do Departamento de Educação do Instituto de Ciências Humanas e Sociais da Universidade Federal de Ouro Preto. Atualmente é Professor do Departamento de Educação do Instituto de Ciências Humanas e Sociais da Universidade Federal de Ouro Preto (DEEDU/ICHS/UFOP).

Publicado

2017-07-24

Edição

Seção

ARTIGOS