Ser ou fazer-se professor? Análise de uma experiência de formação continuada com professores de cursos técnicos

DOI:

https://doi.org/10.22196/rp.v13i27.1312

Resumo

O presente artigo faz uma reflexão sobre o papel da formação continuada para a atuação pedagógica de docentes com formação inicial fora das licenciaturas. A análise está embasada em uma experiência de formação continuada desenvolvida pelas autoras no ano de 2012, com professores que atuam em um instituto federal de educação, ciência e tecnologia. As reflexões são embasadas em autores como Arroyo (1999, 2000), Freire (2006), Giesta (2005) e André (2005), entre outros. Ainda, discute-se a análise dos depoimentos dos participantes acerca da relevância da formação continuada para sua práxis pedagógica, como facilitadora do processoensino e aprendizagem. Focaliza a  pertinência da formação continuada para docentes que nãotiveram a formação pedagógica em sua formação profissional e a contribuição dessa para o processo ensino e aprendizagem.  

Downloads

Edição

Seção

CAMINHOS ABERTOS