TRABALHO REMOTO EMERGENCIAL ADVINDO DA COVID-19: POTENCIALIDADES E DESAFIOS PARA EXECUTIVOS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22277/rgo.v15i2.6630

Palavras-chave:

Home Office, Pandemia, Trabalho Remoto

Resumo

Objetivo: identificar as potencialidades e os desafios da adoção do trabalho remoto em tempos de pandemia advinda da COVID-19 e propor ações para atenuar esses desafios.

Método / abordagem: pesquisa qualitativa. Realizou-se um levantamento no qual foram entrevistados 30 executivos da alta gerência de diferentes setores econômicos de empresas públicas e privadas situadas no Distrito Federal e nos estados de Goiás, Minas Gerais, São Paulo e Paraná.

Principais resultados: dentre as potencialidades, a melhoria da qualidade de vida e mais flexibilidade foram as mais citadas, enquanto como desafios destacaram a dificuldade de estabelecer limites entre vida pessoal e profissional e a falta de socialização. Para atenuar os desafios foram propostas as ações de otimizar o bem-estar, fornecer recursos ergonômicos, ferramentas e suporte tecnológico, melhorar a comunicação e focar no resultado.

Contribuições metodológicas / sociais / gerenciais: esta pesquisa contribui para a literatura sobre trabalho remoto no contexto da pandemia advinda da COVID-19, pois corrobora algumas potencialidades e desafios e acrescenta novos. Além disso, esta pesquisa aprofundou as ações para atenuar os desafios do trabalho remoto. A contribuição desta pesquisa para a prática profissional consiste em fornecer direcionamentos para que as empresas possam analisar, planejar e reestruturar melhor o trabalho remoto a partir das lições aprendidas com a implementação do trabalho remoto emergencial.

Originalidade / relevância: apresenta vantagens do trabalho remoto ainda não citadas pela literatura: mais inovações e habilidades, oportunidades de participar de eventos online, disponibilidade de salas. E, como desafios que ainda não foram citados na literatura, foram identificados a dificuldade de prospectar novos clientes, realização de treinamentos, necessidade de seguir leis trabalhistas, monitorar e comunicar com os funcionários.

Biografia do Autor

Daniela de Castro Melo, Universidade Federal do Triângulo Mineiro - UFTM

Professora do Departamento de Engenharia de Produção da Universidade Federal do Triângulo Mineiro - UFTM.

Coordenadora e Professora permanente do Mestrado Profissional em Administração Pública - UFTM.

Doutora em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR) - São Carlos - SP

Pamela Gabriele Cruz e Santos, Universidade Federal do Triângulo Mineiro

Estudante do curso de Engenharia de Produção da Universidade Federal do Triângulo Mineiro - UFTM.

Referências

Almeida, C. P. G. D. A. (2020). Teletralho no serviço Público Federal: um estudo sobre a viabilidade de implantação na Universidade Federal De Campina Grande. Sousa, 37 p. Projeto de Pesquisa (Mestrado Profissional) - Universidade Federal de Campina Grande. http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/bitstream/riufcg/22289/1/CARLIANA%20PORFI%cc%81RIA%20GONC%cc%a7ALVES%20DIAS%20AGRA%20ALMEIDA%20-%20DISSERTAC%cc%a7A%cc%83O%20PROFIAP%202021.pdf

Barbosa, C. (2020, abril, 22). Desafio do home office na quarentena. [Arquivo de vídeo]. https://www.youtube.com/watch?v=YuVXpInsTsI&ab_channel=ChristianBarbosa

Barros, A. F. A., & Borges, C. S. M. B. (2020). Um estudo sobre o home office no setor público e privado do passado aos tempos atuais. Boletim Economia Empírica, 1(3).

https://portal.idp.emnuvens.com.br/bee/article/download/4770/1870

Bauer, M. W., Gaskell, G. (2002). Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som: um manual prático. Petrópolis: Vozes.

Boons, F., Browne, A., Burgess, M., Ehgartner, U., Hirth, S., Hodson, M., Holmes, H., Hoolohan, C., Macgregor, S., Mcmeekin, A., Mylan, J. Oncini, F., Paterson, M., Rödl, M., Sharmina, M., Warde, A., Welch, D., Wieser, H., Yates, L., Ye, C. (2020). COVID-19, changing social practices and the transition to sustainable production and consumption. Sustainable Consumption Institute, 1(1), p 1-33.

https://documents.manchester.ac.uk/display.aspx?DocID=49196

Chang, Y., Chien, C., & Shen, L. F. (2021). Telecommuting during the coronavirus pandemic: Future time orientation as a mediator between proactive coping and perceived work productivity in two cultural samples. Personality and individual differences, 171, 110508. https://doi.org/10.1016/j.paid.2020.110508

Edwards S. D., Ngcobo H. S. B., Edwards D. J., Palavar K. (2005). Exploring the relationship between physical activity, psychological well-being and physical self-perception in different exercise groups. South African Journal for Research in Sport, Physical Education and Recreation, 27(1), 75-90. 10.4314/sajrs.v27i1.25908

Fayzieva, M., Goyipnazarov, S., & Abdurakhmanova, G. (2020). Assessing the impact of teleworking on employees’ labor productivity and effectiveness of entity in the period of COVID-19. Society and innovations, 1(2), 35-52.

http://dx.doi.org/10.47689/2181-1415-vol1-iss2-pp35-52

Filardi, F., Castro, R. M., & Zanini, M. T. F. (2020). Vantagens e Desvantagens do Teletrabalho na Administração Pública: Análise das Experiências do Serpro e da Receita Federal. Cadernos EBAPE.BR, 18 (1), 28-46. https://doi.org/10.1590/1679-395174605

Freitas, A. R. R., Napimoga, M., & Donalisio, M. R. (2020). Análise da gravidade da pandemia de Covid-19. Epidemiologia e serviços de saúde, 29. https://doi.org/10.5123/S1679-49742020000200008

Fundação Oswaldo Cruz. Escola Nacional De Saúde Pública Sergio Arouca, 8 de maio de 2020. COVID-19 e avanço tecnológico: nasce um outro mundo do trabalho, avaliam especialistas. Rio de Janeiro: Informe ENSP /Fiocruz. https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/41227

Gil-Beltrán, E., Meneghel, I., Llorens, S., & Salanova, M. (2020). Get Vigorous with Physical Exercise and Improve Your Well-Being at Work! International Journal of Environmental Research and Public Health, 17(17), 6384. https://doi.org/10.3390/ijerph17176384

Granato, L. (2020, abril, 24). Estamos criando o novo normal do trabalho, diz CEO da Accenture no Brasil. [Exame]. https://exame.com/carreira/estamos-criando-o-novo-normal-do-trabalho-diz-ceo-da-accenture-no-brasil/

Hermogenes, L. R., Santos, M., Nascimento, P. F., & Teixeira, L. F. (2020). A importância das digital skills em tempos de crise: alguns aplicativos utilizados durante o isolamento social devido à pandemia do covid-19. Revista Augustus, 25(51), 198-218. https://doi.org/10.15202/1981896.2020v25n51p198

Kaushik, M., & Guleria, N. (2020). The impact of pandemic COVID-19 in workplace. European Journal of Business and Management, 12(15), 1-10. 10.7176/EJBM/12-15-02

Laux, R. C., Corazza, S. T., & Andrade, A. (2018). Workplace physical activity program: an intervention proposal. Revista Brasileira de Medicina do Esporte, 24, 238-242. https://doi.org/10.1590/1517-869220182403179971

Larson, B., Vroman, S., Makarius, E. (2020). A Guide to Managing Your (Newly) Remote Workers. Harvard Business Review. https://hbr.org/2020/03/a-guide-to-managing-your-newly-remote-workers

Lizote, S. A., de Fátima Teston, S., Régis, E. D. S. O., & de Souza Monteiro, W. L. (2021). Tempos de pandemia: bem-estar subjetivo e autonomia em home office. Revista Gestão Organizacional, 14(1), 248-268. https://doi.org/10.22277/rgo.v14i1.5735

Leonardo, L. F. (2021). Home office ou home off? Representação social do trabalho remoto durante a pandemia de COVID-19 na perspectiva de profissionais de RH (Tese de Doutorado). Fundação Getúlio Vargas, Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. https://bibliotecadigital.fgv.br/dspace/handle/10438/30192

Mello, A. A. A. (2011). O uso do teletrabalho nas empresas de call center e contact center multiclientes atuantes no Brasil: estudo para identificar as forças propulsoras, restritivas e contribuições reconhecidas (Tese de Doutorado). Universidade de São Paulo, São Paula, SP, Brasil. https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/12/12139/tde-16082011-154156/pt-br.php

Oliveira, D. R. D. (2017). Do fim do trabalho ao trabalho sem fim: o trabalho e a vida dos trabalhadores digitais em Home Office. (Tese de Pós-Graduação). Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, SP, Brasil. https://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/10792

Queiroga, F. (2020). Orientações para o home office durante a pandemia da COVID-19 (Vol. 1). Artmed Editora.

Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), de 15 de julho de 2021. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). https://covid19.ibge.gov.br/pnad-covid/trabalho.php

Rafalski, J. C., & De Andrade, A. L. (2015). Home-Office: Aspectos exploratórios do trabalho a partir de casa. Temas em Psicologia, 23(2), 431-441. http://dx.doi.org/10.9788/TP2015.2-14

Rech Kétlen, S. F. A. K. (2020). O Impacto do Coronavírus na Atuação dos Traders Internacionais de Empresas da Serra Gaúcha. Mostra de Iniciação Científica, Pós-graduação, Pesquisa e Extensão, 20, Caxias do Sul. Anais da Mostra de Iniciação Científica, Pós-graduação, Pesquisa e Extensão. Caxias do Sul: Universidade de Caxias do Sul, Faculdade de Administração, 1-16. http://www.ucs.br/etc/conferencias/index.php/mostraucsppga/xxmostrappga/paper/viewFile/6772/2169

Rodrigues, A. C. B. (2011). Teletrabalho: a tecnologia transformando as relações de trabalho. (Dissertação de Mestrado). Universidade de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil. https://pdfs.semanticscholar.org/821a/99595f087d1a2447ccb0879afd02dc1025d7.pdf

Ryff, C. D. (1989). Happiness is everything, or is it? Explorations on the meaning of psychological well-being. Journal of personality and social psychology, 57(6), 1069. https://doi.org/10.1037/0022-3514.57.6.1069

Saavedra, J. M., Kristjánsdóttir, H., Gunnarsson, S. B., & García-Hermoso, A. (2021). Effects of 2 physical exercise programs (circuit training and brisk walk) carried out during working hours on multidimensional components of workers'health: a pilot study. International journal of occupational medicine and environmental health, 34(1), 39-51. https://doi.org/10.13075/ijomeh.1896.01647

Silva, N. R. D., & Costa, R. R. D. (2020). Como trabalham os comunicadores em tempos de pandemia do Covid-19? dados do Ceará. São Paulo: Centro de Pesquisa em Comunicação e Trabalho (CPCT-ECA-USP); Fortaleza: PRAXISJOR-UFC. http://repositorio.ufc.br/handle/riufc/53118

Taschetto, M., & Froehlich, C. (2019). Teletrabalho sob a perspectiva dos profissionais de recursos humanos do Vale do Sinos e Paranhana no Rio Grande do Sul. Revista de Carreiras e Pessoas, 2237-1427, 9(3). https://doi.org/10.20503/recape.v9i3.39652

Toscano, F., & Zappalà, S. (2020). Social isolation and stress as predictors of productivity perception and remote work satisfaction during the COVID-19 pandemic: the role of concern about the virus in a moderated double mediation. Sustainability, 12(23), 9804. https://doi.org/10.3390/su12239804

Publicado

2022-04-01