RESIDÊNCIA DOCENTE, EPISTEMOLOGIA DA PRÁTICA E CONHECIMENTOS DO PROFESSOR

interações possíveis

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22196/rp.v24i1.6473

Palavras-chave:

Residência docente. Epistemologia da prática. Profissionalização docente.

Resumo

O artigo analisa o Programa de Residência Docente (PRD) oferecido pelo Colégio Federal Pedro II/ Rio de Janeiro, cujo objetivo, entre outros, é de complementar a formação inicial recebida em cursos de licenciatura. Trata-se de projeto de formação continuada com foco no desenvolvimento de competências docentes e em suas produções acadêmicas. O estudo priorizou a análise sobre o conhecimento pela, na e da experiência narrada pelos residentes em diálogo com estudiosos do campo da formação docente como: Roldão, Shulman, entre outros. Verificou-se a partir das entrevistas que o PRD mantém uma preocupação mais efetiva com a formação acadêmica e com a produção de trabalhos que estreitem os laços entre teoria e prática. Constatou-se que o PRD tem efeitos no autoquestionamento pelo professor de sua ação prática e de seu conhecimento acadêmico, sendo necessário aproximá-lo das possibilidades de implementação das atividades pedagógicas nas escolas de origem dos residentes.

Biografia do Autor

Samara Andrade da Costa, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ. Professora da Educação Básica no município de Puxinanã, Paraíba.  E-mail: samara-andrade@hotmail.com

 

Sonia Regina Mendes dos Santos, UERJ

Doutora em Educação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Professora associada aposentada da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. E-mail: profsmende@gmail.com

Diego Ferreira, Universidade de Lille, França.

Doutor em Educação pela UFF. Professor substituto do departamento de Ciências da Educação da Universidade de Lille, França. E-mail: diego.ferreira@univ-lille.fr

Elisangela da Silva Bernado, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro

Doutora em Ciências Humanas/Educação pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio). Professora Associada do Curso de Pedagogia e do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGEdu) na Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO). E-mail: efelisberto@yahoo.com.br

Referências

ALARCÃO, Isabel. Professores reflexivos em uma escola reflexiva. São Paulo: Cortez, 2011.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo: edição revista e ampliada. São Paulo: Edições 70, 2016.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Define as Diretrizes Curriculares Nacionais para a formação inicial em nível superior (cursos de licenciatura, cursos de formação pedagógica para graduados e cursos de segunda licenciatura) e para a formação continuada. Resolução CNE/CP n. 02/2015, de 1º de julho de 2015. Brasília, Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, seção 1, n. 124, p. 8-12, 02 de julho de 2015. Disponível em: http://pesquisa.in.gov.br/imprensa/jsp/visualiza/index.jsp?data=02/07/2015&jornal=1& pagina=8&totalArquivos=72. Acesso em: 06 jun. 2021.

CHAMPY, Florent. La sociologie des professions. Paris: PUF, 2009.

CHAMPY, Florent. Nouvelle théorie sociologique des professions. Paris: PUF, 2011.

CHEVALLARD, Yves. La transposition didactique – Du savoir savant au savoir enseigné, Grenoble. La Pensée sauvage, 1985.

DOURADO, Luiz Fernandes; SIQUEIRA, Romilson Martins. Trabalho e formação de professores/as: retrocessos e perdas em tempos de pandemia. Revista Retratos da Escola, v. 14, n. 30, p. 842-857, set./dez. 2020. Disponível em: http://retratosdaescola.emnuvens.com.br/rde/article/view/1211/pdf. Acesso em: 11 jan. 2021.

FARIA, Juliana Batista; DINIZ-PEREIRA, Júlio Emílio. Residência pedagógica: afinal, o que é isso? Revista de Educação Pública, v. 28, n. 68, p. 333-356, maio/ago. 2019. Disponível em: https://doi.org/10.29286/rep.v28i68.8393. Acesso em: 15 jan. 2020.

GATTI, Bernardete et al. Políticas docentes no Brasil: um estado da arte. Brasília: MEC/UNESCO, 2011.

GATTI, Bernardete et al. Professores do Brasil: novos cenários da formação. Brasília: UNESCO, 2019.

GARCIA, Carlos Marcelo. Desenvolvimento Profissional Docente: passado e futuro. Sísifo: Revista de Ciências da Educação, n. 8, p. 7-22, jan./abr., 2009. Disponível em: http://sisifo.ie.ulisboa.pt/index.php/sisifo/article/view/130/217. Acesso em: 20 jul. 2020.

GUEDES, Luísa Azevedo. O Programa de Residência Docente do Colégio Pedro II: Escritas de formação na área dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental. Orientador: Ludmila Thomé de Andrade. 2018. 161 f. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2018. Disponível em: https://ppge.educacao.ufrj.br/teses2018/tLuizaGuedes.pdf. Acesso em: 13 mar. 2020.

LÜDKE, Menga; ANDRÉ, Marli. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. 2. ed. São Paulo: EPU, 2013.

MINAYO, Maria Cecília de Souza (org.). Pesquisa Social. Teoria, método e criatividade. 32. ed. Petrópolis: Vozes, 2012.

MOURA, Aline de Carvalho; LIMA, Joyce da Costa. Diálogos entre ensino e pesquisa: incentivo à pesquisa como atividade investigativa na educação básica. Revista Pedagógica, v. 23, p. 1-21, 2021. Disponível em: https://doi.org/10.22196/rp.v22i0.6052. Acesso em: 28 maio 2021.

NOGUEIRA, Eliane Greice Davanço; MELIN, Ana Paula Gaspar; ALMEIDA, Ordalia Alves. Trabalho docente e formação de professores: Os professores iniciantes e suas práticas. Debates em Educação, Maceió, v. 3, n. 6, p. 33-52, 2011. Disponível em: https://www.seer.ufal.br/index.php/debateseducacao/article/download/622/362. Aceso em: 19 jul. 2020.

NÓVOA, António. Para uma formação de professores construída dentro da profissão. Revista de Educação, Lisboa, n. 350, p. 203-218, set./dez. 2009. Disponível em: http://www.educacionyfp.gob.es/revista-de-educacion/dam/jcr:31ae829a-c8aa-48bd-9e13-32598dfe62d9/re35009por-pdf.pdf. Acesso em: 12 jul. 2019.

NÓVOA, António. Os professores e as histórias da sua vida. In: NÓVOA, Antônio (Org.). Vidas de professores. 2. ed. Porto, PT: Porto Editora, 2013, p. 11-30.

NÓVOA, António. Firmar a posição como professor, afirmar a profissão docente. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 47, n. 166, p. 1106-1133, dec. 2017. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/198053144843. Acesso em: 17 maio 2019.

PIRES, Manuella de Aragão; CARDOSO, Lívia de Rezende. BNC para formação docente: um avanço às políticas neoliberais de currículo. Série-Estudos, Campo Grande, MS, v. 25, n. 55, p. 73-93, set./dez. 2020. Disponível em: https://www.serie-estudos.ucdb.br/serie-estudos/article/view/1463/1116. Acesso em: 29 set. 2019.

ROLDÃO, Maria do Céu. Função docente: natureza e construção do conhecimento profissional. Revista Brasileira de Educação, v.12, n. 34, p. 94-103, 2007. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/rbedu/v12n34/a08v1234.pdf. Acesso em: 10 jun. 2018.

ROLDÃO, Maria do Céu. Conhecimento, didática e compromisso: o triângulo virtuoso de uma profissionalidade em risco. Cadernos de Pesquisa, v. 47, n. 166, p. 1134-1149, out./dez. 2017. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/cp/v47n166/1980-5314-cp-47-166-1134.pdf. Acesso em: 17 jun. 2018.

SANT'ANNA, Neide Fonseca P.; MATTOS, Francisco Roberto P.; COSTA, Cristina Sertã. Formação Continuada de Professores: A Experiência do Programa de Residência Docente no Colégio Pedro II. Educação em revista, v. 31, n. 4, p. 249-278, dec. 2015 . Disponível em: https://doi.org/10.1590/0102-4698139566. Acesso em: 15 jan. 2020.

SANTOS, Sonia Regina Mendes dos; FERREIRA, Diego. As tecnologias digitais de informação e comunicação e a didática multidimensional: por uma ressignificação necessária. Revista Educação e Cultura Contemporânea, Rio de Janeiro, v. 17, n. 47, p. 12-31, jan./mar. 2020. Disponível em: http://periodicos.estacio.br/index.php/reeduc/article/view/7286/47966541. Acesso em: 22 fev. 2020.

SANTOS, Sonia Regina Mendes dos; BUENO, Belmira Oliveira; FERREIRA, Diego. O Plano de Ações Articuladas e as políticas de formação de professores na Baixada Fluminense: tensões e acomodações. Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação [online], Rio de Janeiro v. 25, n. 96, p. 675-700, 2017. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0104-40362017002500829. Acesso em: 20 jun. 2020.

REY, Fernando Luis González. Pesquisa qualitativa em psicologia: caminhos e desafios. São Paulo: Pioneira, 2002.

SHULMAN, Lee. Those Who Understand: Knowledge Growth. Educational researcher, Washington, vol. 15, n. 2, p. 4-14, feb. 1986. Disponível em: https://www.jstor.org/stable/i250140. Acesso em: 11 jan. 2020.

SHULMAN, Lee S. The wisdom of practice: essays on teaching learning, and learning to teach. São Francisco: Jossey- Bass, 2004.

SILVA, Katia Augusta Curado Pinheiro da; CRUZ, Shirleide Pereira. A residência pedagógica na formação de professores: história, hegemonia e resistências. Momento – Diálogos em Educação, [S.l.], v. 27, n. 2, p. 227-247, maio/ago. 2018. Disponível em: https://periodicos.furg.br/momento/article/view/8062. Acesso em: 20 mai. 2019.

SOUZA, Denise Trento Rebello de. Formação continuada de professores e fracasso escolar: problematizando o argumento da incompetência. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 32, n. 3, p. 477-492, dez. 2006. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S1517-97022006000300004. Acesso em: 07 mar. 2021.

STENHOUSE, Lawrence. Investigación y desarrollo del curriculum. Madrid: Morata, 1991.

TARDIF, Maurice. Saberes docentes e formação profissional. Petrópolis: Vozes, 2002.

ZEICHNER, Kenneth. Rethinking the connections between campus courses and field experiences in college- and university-based teacher education. Jounal of teacher education, v. 61, p. 89-99, 2010. Disponível em: https://doi.org/10.1177/0022487109347671. Acesso em: 17 abr. 2020.

Publicado

2021-12-07

Edição

Seção

Artigos Demanda Contínua