A política de ensino médio integrado como garantia do direito à educação da juventude

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22196/rp.v22i0.5108

Resumo

Resumo

O presente artigo é uma pesquisa bibliográfica que tem por objetivo analisar a política de Ensino Médio Integrado à educação profissional como um caminho para a garantia do direito à educação da juventude e enfrentamento das desigualdades educacionais no contexto brasileiro. Realizamos uma discussão conceitual sobre o tema. Concluímos que o Ensino Médio Integrado busca enfrentar o dualismo que marcou praticamente todas as propostas e políticas públicas destinadas a esta etapa da escolarização, ao propor uma formação integrada, abrangendo um conjunto de conhecimentos que relacionam ciência, tecnologia, cultura e o mundo do trabalho, essencial para compreensão e inserção no mundo contemporâneo.

Palavras-chave: ensino médio integrado; política em educação; direito à educação

Biografia do Autor

Rachel Costa Costa de Azevedo Mello, Universidade Federal Rural de Pernambuco

Doutoranda pelo Programa de Pós-graduação Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde- Universidade Federal do Rio Grande do Sul – Departamento de  Bioquímica

Professora Adjunta do Departamento de Educação da Universidade Federal Rural de Pernambuco

Jaqueline Moll Moll, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Doutora em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul 

Professora Titular da Univerisdade Federal do Rio Grande do Sul- Faculdade de Educação

Professora colaboradora do Programa de Pós-graduação Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde - Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Profesora colaboradora Professora do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões

Downloads

Publicado

2019-12-20

Edição

Seção

Artigos Demanda Contínua