Educação escolar e os índios na cidade: experiências interculturais nas práticas de ensino das escolas urbanas

Autores

  • Carlos Magno Naglis Vieira Universidade Católica Dom Bosco
  • Adir Casaro Nascimento Universidade Católica Dom Bosco

DOI:

https://doi.org/10.22196/rp.v21i0.4770

Palavras-chave:

resenha, Maria Helena Silveira Bonilla

Resumo

O artigo tem como objetivo apresentar experiências interculturais de docentes com estudantes indígenas e não indígenas em escolas públicas de Campo Grande/MS. Com uma metodologia qualitativa, baseada em trabalho de campo, a partir da técnica da observação participante e depoimentos com professores/as das séries iniciais do ensino fundamental, o texto estabelece uma relação entre identidade, diferença e cultura(s). O estudo que está amparado por reflexões teóricas da Antropologia da Criança, das teorias pós-coloniais e pós-estruturalistas apontam para a dificuldade dos docentes em realizar e desenvolver práticas pedagógicas que não hierarquize e nem trate todos os estudantes indígenas, matriculados na escola, como “iguais”, e sinaliza para a realização de atividades promovidas por professores/as que procuram construir um espaço de diálogo e de produção de novos saberes.

Biografia do Autor

Carlos Magno Naglis Vieira, Universidade Católica Dom Bosco

Professor do Programa de Pós-Graduação em Educação - Mestrado e Doutorado - Universidade Católica Dom Bosco

Adir Casaro Nascimento, Universidade Católica Dom Bosco

Professora do Programa de Pós-Graduação em Educação - Mestrado e Doutorado - Universidade Católica Dom Bosco

Downloads

Publicado

2019-06-13

Edição

Seção

Dossiê - Interculturalidade, Currículos e Práticas Educativas