Implicação da força do eurocentrismo no currículo de um curso de licenciatura em História: que espaço é reservado à história negra e indígena?

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22196/rp.v20i45.4504

Palavras-chave:

Raça/Cor, Serviço PAEFI, Violência Racial.

Resumo

O artigo apresenta a implicação da força do eurocentrismo no espaço reservado às histórias das populações negras e indígenas no currículo de um curso de licenciatura em história de uma universidade pública do estado do Paraná. O projeto pedagógico do curso, observações em aulas das diferentes disciplinas e entrevistas com docentes e discentes trouxeram as questões que foram analisadas. Afetadas pela superiorização da brancura e pelo eurocentrismo, histórias indígenas e negras eram situadas como temáticas com menores relevâncias na formação de professores de história investigada, por causa do pouco espaço disponibilizado no currículo para o estudo dessas histórias. Entretanto, ocasionalmente, ocorrem algumas iniciativas de inserir debates a respeito da história negra e indígena, mas também, consequentemente, acerca das relações étnico-raciais pelas quais o currículo está atravessado.

Biografia do Autor

José Bonifácio Alves da Silva, Fundação Universidade Regional de Blumenau

Licenciado em História pela Universidade Católica Dom Bosco desde 2010, mestre em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Católica Dom Bosco (PPGE-UCDB) desde 2013 e doutor em Educação (2018) pelo PPGE-UCDB. É membro do Grupo de Estudos e Pesquisas Educação e Diferença Cultural, vinculado à Linha de Pesquisa Diversidade Cultural e Educação Indígena do PPGE-UCDB, e do Grupo de Pesquisa Políticas de Educação na Contemporaneidade, vinculado à Linha de Pesquisa Educação Cultura e Dinâmicas Sociais do Programa de Pós-Graduação em Educação da Fundação Universidade Regional de Blumenau (PPGE-FURB). Participa do Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros (NEAB) da FURB. Faz estágio pós-doutoral no PPGE-FURB e integra o grupo de pareceristas da Revista Atos de Pesquisa em Educação.

Downloads

Publicado

2018-12-31

Edição

Seção

Dossiê - O pensamento decolonial e o ensino de História