Políticas federais de educação em tempo integral: o “golpe” na formação?

Autores

  • Raphael Mota Guilarducci Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - Unirio
  • Lígia Martha Coelho Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - Unirio
  • Alessandra Victor do Nascimento Rosa Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - Unirio

DOI:

https://doi.org/10.22196/rp.v20i44.4000

Palavras-chave:

Esclerose Múltipla, Fadiga, Fisioterapia.

Resumo

Este ensaio tem, como objeto de estudo, dois programas federais de extensão da jornada escolar constituídos no Brasil, entre os anos de 2007 e 2016, e que retratam a situação de crise vivida pelo país, nos últimos anos. A crise se instaura, também, na Educação, reforçando a incerteza quanto à formação que vem se promovendo nas escolas públicas brasileiras com essa característica. Nesse contexto, nosso objetivo é o de analisar os Programas Mais Educação e Novo Mais Educação em seus contextos, visando apreender os processos formativos que evidenciam. Metodologicamente, trabalhamos com pesquisa bibliográfica e documental. Após a realização das análises, inferimos que o golpe de Estado nos ‘brindou’, também, com um ‘golpe na Educação’, materializado na atual proposta de educação em tempo integral, cujo projeto de formação caminha para a efetivação de uma concepção produtivista e economicista, contribuindo, cada vez mais, para a construção de cidadãos (con)formados com a realidade.

 

Biografia do Autor

Raphael Mota Guilarducci, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - Unirio

Mestrando em Educação pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - Unirio. Pesquisador do Núcleo de Estudos - Tempos, Espaços e Educação Integral (NEEPHI/UNIRIO).

Lígia Martha Coelho, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - Unirio

Doutora em Educação (UFRJ). Professora do Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Coordenadora do Núcleo de Estudos - Tempos, Espaços e Educação Integral (NEEPHI/UNIRIO)

Alessandra Victor do Nascimento Rosa, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - Unirio

Doutora em Educação (PUC/RJ). Técnica em Assuntos Educacionais da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Pesquisadora do Núcleo de Estudos - Tempos, Espaços e Educação Integral.

Publicado

2018-09-07

Edição

Seção

ARTIGOS