Qualidade de vida docente: relação entre alterações psicoemocionais e disfonias

Autores

  • Joana Guimarães Couto e Casella Mestranda do Programa de Pós - Graduação stricto sensu, Interdisciplinar e Profissional em Gestão Social, Educação e Desenvolvimento Local pelo Centro Universitário UNA.
  • Maria Lúcia Miranda Afonso Professora do Programa de Pós-Graduação stricto sensu, Interdisciplinar e Profissional em Gestão Social, Educação e Desenvolvimento Local, Centro Universitário UNA.

DOI:

https://doi.org/10.22196/rp.v20i43.3844

Palavras-chave:

Universidade, Memória Institucional, Centro de História e Memória

Resumo

O presente estudo se propõe a compreender os impactos das alterações psicoemocionais dos educadores, no desencadeamento de disfonias e seus aspectos relacionados à qualidade de vida do portador, considerando a relação existente entre saúde vocal, estado emocional e condições de trabalho. Trata-se de uma revisão bibliográfica em diferentes bases de dados, da qual emergiram os seguintes temas: saúde vocal na docência; reflexos dos aspectos psicoemocionais nas disfonias; e, repercussão das alterações vocais na qualidade de vida dos educadores. Os resultados apontam que as alterações psicoemocionais em conjunto com a atividade docente podem repercutir sobre a saúde vocal do educador, e assim, gerar interferências no desempenho dos aspectos profissionais, sociais e pessoais desses indivíduos. Ficou evidenciada a necessidade de se conhecer a percepção dos próprios educadores em relação à sua saúde vocal, para que se possa compreender o real impacto da presença da disfonia, uma vez que a noção de qualidade de vida reflete significados, conhecimentos, experiências e valores de um senso comum variável individualmente. Assim, conhecer a repercussão da alteração vocal na qualidade de vida do educador pode contribuir para a melhoria da promoção da saúde e da intervenção, integral, para esta categoria profissional. 

Biografia do Autor

Joana Guimarães Couto e Casella, Mestranda do Programa de Pós - Graduação stricto sensu, Interdisciplinar e Profissional em Gestão Social, Educação e Desenvolvimento Local pelo Centro Universitário UNA.

Mestranda do Programa de Pós - Graduação stricto sensu, Interdisciplinar e Profissional em Gestão Social, Educação e Desenvolvimento Local pelo Centro Universitário UNA. Pós-Graduada latu-senso em Audiologia pela PUC MINAS (2009), Bacharel em Fonoaudiologia pela PUC MINAS (2007).  

Maria Lúcia Miranda Afonso, Professora do Programa de Pós-Graduação stricto sensu, Interdisciplinar e Profissional em Gestão Social, Educação e Desenvolvimento Local, Centro Universitário UNA.

Psicóloga, Mestre e Doutora em Educação pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Professora do Programa de Pós-Graduação stricto sensu, Interdisciplinar e Profissional em Gestão Social, Educação e Desenvolvimento Local, Centro Universitário UNA. 

Downloads

Publicado

2018-04-30

Como Citar

CASELLA, J. G. C. e; AFONSO, M. L. M. Qualidade de vida docente: relação entre alterações psicoemocionais e disfonias. Revista Pedagógica, [S. l.], v. 20, n. 43, p. 168–182, 2018. DOI: 10.22196/rp.v20i43.3844. Disponível em: http://pegasus.unochapeco.edu.br/revistas/index.php/pedagogica/article/view/3844. Acesso em: 15 jun. 2024.

Edição

Seção

ARTIGOS