A organização da escolaridade em ciclos: implicações para a gestão educacional e escolar

Autores

  • Jefferson Mainardes

DOI:

https://doi.org/10.22196/rp.v17i35.3055

Palavras-chave:

Televisión. Deporte. Educativo. Espectáculo.

Resumo

O artigo apresenta algumas considerações sobre as implicações das políticas de organização da escolaridade em ciclos para a gestão educacional e escolar. Argumenta que os limites entre políticas e práticas são bastante tênues e que, no caso das políticas de organização da escolaridade em ciclos, é essencial considerar tanto as práticas pedagógicas quanto os sujeitos envolvidos nas políticas. Indica também que a organização da escolaridade em ciclos precisa ser compreendida como um desafio coletivo.

Publicado

2015-12-22

Edição

Seção

ARTIGOS