Globalização, europeização e educação de adultos: Reflexões sobre o programa novas oportunidades em Portugal

Autores

  • Daniela Andrade Vilaverde e Silva Universidade do Minho | Portugal

DOI:

https://doi.org/10.22196/rp.v16i32.2727

Resumo

Na alvorada do novo milénio esboçou-se em Portugal uma nova arquitetura na promoção do direito à educação destinada aos adultos: os processos de reconhecimento, validação e certificação de competências (RVCC), desenvolvidos nos Centros Novas Oportunidades (CNO) conferindo aos adultos certificação escolar (B1, B2, B3 e Secundário) e profissional. Neste artigo, pretendemos refletir sobre a) o fenómeno da globalização, a construção do espaço europeu de educação da União Europeia e as suas influências no sector da educação de adultos em Portugal; b) conhecer as representações dos diretores/coordenadores dos CNO relativamente ao impacto que os mesmos sentiam relativamente às diretrizes emanadas pela União Europeia Os dados obtidos na investigação denunciam a influência dos processos de globalização no contexto local, confirmando a existência de um determinado grau de porosidade, neste programa educativo, das normas e diretrizes da União Europeia.

Biografia do Autor

Daniela Andrade Vilaverde e Silva, Universidade do Minho | Portugal

Doutora em Educação, especialidade Organização e Administração Escolar pela Universidade do Minho. Professora Auxiliar do Instituto de Educação, Universidade do Minho Campus de Gualtar.

Downloads

Publicado

2015-04-07

Como Citar

ANDRADE VILAVERDE E SILVA, D. Globalização, europeização e educação de adultos: Reflexões sobre o programa novas oportunidades em Portugal. Revista Pedagógica, [S. l.], v. 16, n. 32, p. 141–168, 2015. DOI: 10.22196/rp.v16i32.2727. Disponível em: http://pegasus.unochapeco.edu.br/revistas/index.php/pedagogica/article/view/2727. Acesso em: 15 jun. 2024.

Edição

Seção

ARTIGOS