Crítica da constituição da Psicologia como ciência: contribuições da Teoria Crítica da Sociedade / Criticism of the constitution of psychology as a science : contributions of Critical Theory of Society

Autores

  • Abel Silva Borges

DOI:

https://doi.org/10.22196/rp.v15i30.1575

Palavras-chave:

Estudos Pós-Coloniais. Educação do Campo. Movimentos Sociais Campesinos.

Resumo

No artigo ressalta-se a necessidade de problematização do statusde ciência atribuído à Psicologia, enfocando questões como: a dificuldadede delimitação do objeto de estudo da Psicologia; os diferentes mitosacerca do conhecimento científico, tais como objetividade, neutralidadee a questão fundamental da relação sujeito e objeto no âmbito da teoriado conhecimento; a necessidade de se revisar a relação entre Psicologia eideologia e suas implicações para o desenvolvimento histórico da Psicologiaescolar. A última parte do trabalho busca estabelecer quais seriam algumasdas possíveis contribuições da Teoria Crítica da Sociedade para a redefiniçãodo próprio conceito de ciência em Psicologia, tendo por base uma redefiniçãoda relação entre cultura e civilização.

Downloads

Como Citar

BORGES, A. S. Crítica da constituição da Psicologia como ciência: contribuições da Teoria Crítica da Sociedade / Criticism of the constitution of psychology as a science : contributions of Critical Theory of Society. Revista Pedagógica, [S. l.], v. 15, n. 30, p. 395–426, 2013. DOI: 10.22196/rp.v15i30.1575. Disponível em: http://pegasus.unochapeco.edu.br/revistas/index.php/pedagogica/article/view/1575. Acesso em: 18 jul. 2024.

Edição

Seção

ARTIGOS