A PARTICIPAÇÃO DE PRODUTORES RURAIS NAS COOPERATIVAS AGROPECUÁRIAS EM PAÍSES COM DIFERENTES NÍVEIS DE DESENVOLVIMENTO

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22295/grifos.v31i56.5875

Resumo

nas cooperativas agropecuárias em países com diferentes níveis de desenvolvimento, enfatizando suas semelhanças e diferenças, indicando os possíveis motivos que levam a participação nas cooperativas agropecuárias e a predominância dos tipos de transações comerciais utilizando panoramas locais. Este trabalho foi elaborado por meio de uma revisão sistemática da literatura. Foram selecionadas publicações no período de 2013 a 2018 na base de dados SCOPUS®. Os resultados demonstram que a participação de produtores rurais nas cooperativas agropecuárias é reforçada por características positivas e semelhantes entre os estudos, ao que se refere aos benefícios e vantagens como o aumento da renda, garantia de integração ao mercado e a eficiência técnica ou intensificação da agricultura, que se adequam às condições econômicas, demográficas e ambientais do local.

Biografia do Autor

Gabrieli dos Santos Amorim, Universidade Federal de Santa Maria

Graduada em Administração pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) - Campus Palmeira das Missões/RS (2017).  Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Agronegócios (PPGAGR/UFSM). Integrante do Núcleo de Pesquisa e Extensão em Agronegócios (NPEAGRO).

Adriano Lago, Universidade Federal de Santa Maria

Graduado em Agronomia pela Universidade Federal de Santa Maria (2002), Mestre em Extensão Rural pela Universidade Federal de Santa Maria (2004). Doutor em Agronegócios pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul.  Professor Associado II do Departamento de Administração e do Programa de Pós-Graduação em Agronegócios da UFSM do Campus de Palmeira das Missões da Universidade Federal de Santa Maria.

Mariele Boscardin, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Mestre em Desenvolvimento Rural pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Bolsista de Fixação de Recursos Humanos- CNPq/ SESCOOP. Palmeira das Missões, Rio Grande do Sul, Brasil

Rosani Marisa Spanevello, Universidade Federal de Santa Maria

Doutora em Desenvolvimento Rural pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Docente Professora Adjunta do Curso de Zootecnia e do Programa de Pós-Graduação em Agronegócios da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Campus Palmeira das Missões, Rio Grande do Sul, Brasil

Camila Weber, Universidade Federal de Santa Maria

Graduada em Direito pela Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul, Pós Graduação em Produção e Desenvolvimento Rural pela Faculdade Futura - Instituto de Ciência, Educação e Tecnologia de Votuporanga. Pós Graduanda em Gestão do Agronegócio no Instituto Federal Farroupilha - Campus Santo Augusto. Mestranda do Programa de Pós Graduação - Mestrado em Agronegócios, UFSM - Palmeira da Missões. Integrante do Núcleo de Pesquisa e Extensão em Agronegócios (NPEAGRO).

Referências

ABATE, G. T.; FRANCESCONI, G. N.; GETNET, K. Impact of agricultural cooperatives on smallholders technical efficiency: empirical evidence from Ethiopia. Annals of Public and Cooperative Economics, v.85, n.2, p.257-286, 2014.

AHMED, M. H.; MESFIN, H. M. The impact of agricultural cooperatives membership on the wellbeing of smallholfer farmers: empirical evidence from eastern Ethiopia. Agricultural Food Economics, v.5, n.6, p.1-20, 2017.

ALENCAR, E. S.; ALMOULOUD, S. A. A metodologia de pesquisa: metassíntese qualitativa. Revista Reflexão e Ação, Santa Cruz do Sul, v.25, n.3, p.204-220, 2017.

ALHO, E. Farmers self-reported value of cooperative membership: evidence from heterogeneous business and organization structures. Agricultural and Food Economics, v.3, n.23, p.1-22, 2015.

BANCO MUNDIAL. World Bank Open Data: free and open Access to global development data. 2018, The World Bank, Washington, D.C, EUA. Disponível em: <https://data.worldbank.org/>. Acesso em: 25 nov. 2018.

BRESSER-PEREIRA, L. C. Desenvolvimento, progresso, e crescimento econômico. Lua Nova, São Paulo, 2014, 93: p.33-60. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/ln/n93/03.pdf>. Acesso em: 09 dez. 2018.

CHADDAD, F. R.; COOK, M. L. Understanding new cooperative models: an ownership-control rights typology. Review of Agricultural Economics, Oxford, United Kingdom, v.26, n.3, p.348-360, Autumn 2004.

CHAGWIZA, C.; MURADIAN, R.; RUBEN, R. Cooperative membership and performance among smallholders in Ethiopia. Food Policy, v.59, n.1, p.165-173, 2016.

DEKA, R. et al. The white revolution in India: the end or a new beginning? Poster prepared for the Agri4D 2015 conference, Uppsala, Sweden, p. 23-24. Nairobi, Kenya: ILRI. 2015. Disponível em: <https://cgspace.cgiar.org/handle/10568/71012>. Acesso em: 25 nov. 2018.

FAO. Food and Agriculture Organization of the United Nation. Agricultural cooperatives: paving the way for food security and rural development, 2012. Disponível em: <http://www.fao.org/3/ap088e/ap088e00.pdf>. Acesso em: 19 nov. 2018.

__________. Cooperatives and producer organizations. 2018a, Disponível em: <http://www.fao.org/partnerships/cooperatives/en/>. Acesso em: 19 nov. 2018.

__________. (2018b). Country Profiles. Disponível em: <http://www.fao.org/countryprofiles/en/>. Acesso em: 19 nov. 2018.

FRANCESCONI, G. N. A new generation of cooperatives for Africa. CIAT Policy Brief. 2017. Disponível em: <https://www.researchgate.net/publication/320709640_A_New_Generation_of_Cooperatives_for_Africa>. Acesso em: 25 nov. 2018.

ICA. International Co-operative Alliance. Cooperatives, 2018. Disponível em: <https://www.ica.coop/en>. Acesso em: 02 dec. 2018.

KUMAR, A. et al. Does cooperative membership improve household welfare? evidence from a panel data analysis of smallholder dairy farmers in Bihar, Índia. Food Policy, v.75, p.24-36. 2018.

LAUSCHNER, R. Agribusiness, cooperativa e produtor rural. 2. ed. São Leopoldo-RS: Editora Unisinos, 1993.

LIMA, P. O. et al. Perfil dos produtores rurais do município de Quixeramobim no stado do Ceará. Revista Caatinga, Mossoró, v.22, n.4, p.255-259. 2009. Disponível em: <https://www.redalyc.org/pdf/2371/237117843037.pdf>. Acesso em: 30 nov. 2018.

LOPES, A. L. M.; FRACOLLI, L. A. Revisão sistemática de literatura e metassíntese qualitativa: considerações sobre sua aplicação na pesquisa em enfermagem. Texto Contexto Enfermagem, Florianópolis, v.17, n.4, p.771-778, dez. 2008.

MA, W.; ABDULAI, A. Does cooperative membership improve household welfare? evidence from apple farmers in China. Food Policy, v.58, n.1, p.94-102. 2016.

_______. The economic impacts of agricultural cooperatives on smallholder farmers in rural China. Agribusiness, v.33, n.4, p.537-551. 2017.

MA, W.; ABDULAI, A.; GOETZ, R. Agricultural cooperatives and investment in organic soil amendments and chemical fertilizer in China. American Journal of Agricultural Economics, v.100, n.2, p.502-520, 2018.

MOJO, D.; FISCHER, C.; DEGEFA, T. Social and environmental impacts of agricultural cooperatives: evidence from Ethiopia. International Journal of Sustainable Development and World Ecology, v.22, n.5, p.388-400, 2015.

_______. The determinants and economic impacts of membership in coffe farmer cooperatives: recent evidence from rural Ethiopia. Journal of Rural Studies, v.50, n.1, p.84-94, 2017.

NIELSEN, L. How to classify countries based on their level of development. Soc. Indic. Res. 114:1087–1107. 2013. Disponível em: <https://link.springer.com/content/pdf/10.1007/s11205-012-0191-9.pdf>. Acesso em: 30 nov. 2018.

OIT. Organização Internacional do Trabalho (2002). Recomendação nº 193 sobre a promoção de cooperativas de 03 de junho de 2002. Disponível em: <http://www.sescoopsp.org.br/sms/files/file/Recomenda%C3%83%C2%A7%C3%83%C2%A3o%20193%20OIT.pdf>. Acesso em: 20 mar. 2019.

PINHO, D. B. O pensamento cooperativista e o cooperativismo brasileiro. São Paulo: Saraiva, 1982.

SALES, J. E. Cooperativismo: origens e evolução. Revista Brasileira de Gestão e Engenharia, Centro de Ensino Superior de São Gotardo, n.1. p. 23-24, 2010. Disponível em: <https://periodicos.cesg.edu.br/index.php/gestaoeengenharia/article/view/30/23>. Acesso em: 17 set. 2019.

SAMPAIO, R. F.; MANCINI, M. C. Estudos de revisão sistemática: um guia para síntese criteriosa da evidência científica. Revista Brasileira de Fisioterapia, São Carlos, v.11, n.1, p.83-89. 2007.

SEN, A. K. Desenvolvimento como liberdade. São Paulo: Companhia das Letras. 1999. Disponível em: <https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/19539/mod_resource/content/2/CHY%20-%20Sen%20-%20Aula%208.pdf>. Acesso em: 09 dez. 2018.

TEIXEIRA, F. R. et al. Evolução histórica do cooperativismo no setor agropecuário. Id on Line: Revista Multidisciplinar e de Psicologia. v.11, n.39. 2017. Edição eletrônica Disponível em: <https://idonline.emnuvens.com.br/id/article/view/939/1409>. Acesso em: 19 nov. 2018.

UNDP. United Nations Development Programme. Human development indices and indicators 2018 statistical update. 2018. Disponível em: <http://hdr.undp.org/en/2018-update>. Acesso em: 02 dec. 2018.

USDA. India dairy and products annual 2017, Browse Data & Analysis, United States Department of Agriculture Foreign Agricultural Service. 2017b. Disponível em: <https://apps.fas.usda.gov/newgainapi/api/report/downloadreportbyfilename?filename=Dairy%20and%20Products%20Annual_New%20Delhi_India_10-13-2017.pdf>. Acesso em: 25 nov. 2018.

VERHOFSTADT, E.; MAERTENS, M. Smallholder cooperatives and agricultural performance in Rwanda: do organizational diferences matter? Agricultural Economics (United Kingdom), v.45, n.1, p.39-52, 2014.

______________Can agricultural cooperatives reduce poverty? heterogenous impact of cooperative membership on farmers welfare in Rwanda. Applied Economic Perspectives anda Policy, v.37, n.1, p.86-106, 2015.

Publicado

2021-12-17

Edição

Seção

Artigos