Políticas Públicas e Agricultura Familiar: uma análise do PRONAF no Território do Cantuquiriguaçu - PR

Autores

  • Luzia Bucco Coelho Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Nilson Maciel de Paula Universidade Federal do Paraná

DOI:

https://doi.org/10.22295/grifos.v27i45.4448

Resumo

O objetivo deste artigo é analisar a execução do Programa Nacional da Agricultura Familiar e seus impactos no desenvolvimento rural do território do Cantuquiriguaçu – PR, Brasil. Para tanto, foram utilizadas informações relativas à execução dessa política e às mudanças ocorridas naquele território por meio de entrevistas com agricultores e atores sociais do meio rural e ligados à execução de políticas agrícolas e ao desenvolvimento regional. Ao invés de estimular a produção de alimentos, essa política tem contribuído para um distanciamento dos produtores das cadeias locais de suprimento ao mesmo tempo em que se articulam cada vez mais aos mercados globais de commodities agrícolas.

Biografia do Autor

Luzia Bucco Coelho, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Cursando doutorado no Programa de Pós Graduação em Desenvolvimento Rural - PGDR da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Possui graduação em Administração pela Universidade Estadual do Centro-Oeste (2004) e mestrado em Políticas Públicas pela Universidade Federal do Paraná (2015). Trabalha com pesquisa na área de Políticas Públicas, desenvolvimento rural, agricultura familiar, sistemas agroalimentares e Cooperativas da agricultura familiar.

 

Nilson Maciel de Paula, Universidade Federal do Paraná

Pós-doutor pela University of Reading, UK. Professor no Programa de Pós - Graduação em Políticas Públicas  da Universidade Federal do Paraná – UFPR, Curitiba – Paraná, Brasil. 

Publicado

2018-12-21

Edição

Seção

Dossiê Questões Rurais e Políticas Públicas