Plano Brasil Sem Miséria: Uma Análise das Metas e do Acesso as Políticas Públicas de Inclusão Produtiva no Campo

Autores

  • Pahola Viecelli Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)
  • Marcio Gazolla Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)
  • Marcos Junior Marini Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)

DOI:

https://doi.org/10.22295/grifos.v26i42.3757

Palavras-chave:

Envelhecimento. Pobreza. BPC.

Resumo

O objetivo do trabalho é analisar as metas e o acesso às políticas públicas do Plano Brasil Sem Miséria, especialmente dos “subprogramas” voltados ao eixo da inclusão produtiva no campo, entre os anos de 2011 a 2014. Para tanto, analisa-se o apoio à estruturação produtiva (fomento e assistência técnica), o acesso à água e a conservação ambiental através do Bolsa Verde enquanto mecanismos de superação da extrema pobreza no campo. A metodologia utilizada baseou-se em uma pesquisa documental com base em sites institucionais, utilizando informações qualitativas e dados quantitativos. Os resultados apontam que o Plano Brasil Sem Miséria tem sido eficiente no que se refere ao cumprimento das metas iniciais traçadas ao longo dos seus quatro anos, superando o número de famílias propostas dos “subprogramas” analisados. Apesar disso, existe um baixo acesso das famílias extremamente pobres quando se compara as metas planejadas em relação ao todo do público-alvo do PBSM. Considera-se que as metas e o acesso das famílias ao programa poderiam ter sido mais abrangentes, já que este é uma política pública que coloca como objetivo a erradicação da miséria nos espaços rurais brasileiros.

Biografia do Autor

Pahola Viecelli, Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)

Administradora e mestranda do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Desenvolvimento Regional (PPGDR) da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR). 

Marcio Gazolla, Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)

Doutor em Desenvolvimento Rural, docente do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Desenvolvimento Regional (PPGDR) da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR).

Marcos Junior Marini, Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)

Doutor em Tecnologia, docente do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Desenvolvimento Regional (PPGDR) da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR).

Publicado

2017-09-15

Edição

Seção

Artigos