“TU NÃO FAZES NADA ALÉM DE ARTE?” UMA ANÁLISE PSICODINÂMICA DO TRABALHO ARTÍSTICO

Autores

  • Monique Nascimento Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Brasil
  • Eloise Helena Livramento Dellagnelo Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Brasil
  • Marina Coelho Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Brasil

DOI:

https://doi.org/10.22277/rgo.v13i3.5343

Palavras-chave:

Sofrimento no trabalho, Psicodinâmica do trabalho, Trabalho artístico

Resumo

Propõe-se, neste estudo, refletir sobre o trabalho artístico, com foco nas vivências de sofrimento, tendo por base entrevistas semiestruturadas em profundidade e observações do cotidiano de quatro artistas atuantes na grande Florianópolis/SC. Analisou-se as experiências de sofrimento vivenciadas por estes trabalhadores à luz do arcabouço teórico da psicodinâmica do trabalho e de literaturas concernentes ao trabalho artístico. Percebeu-se que estas podem ser relacionadas às condições de trabalho a que estes artistas estão submetidos, bem como ao não reconhecimento de sua atividade enquanto trabalho, circunstância que tende a dificultar a intensificação de processos sublimatórios e a resultar no agravamento das vivências de sofrimento.

Biografia do Autor

Monique Nascimento, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Brasil

Doutoranda em Administração pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Brasil

Eloise Helena Livramento Dellagnelo, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Brasil

Doutora em Engenharia de Produção (UFSC) e professora no Centro Sócio-Econômico da pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Brasil

Marina Coelho, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Brasil

Doutoranda em Administração pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Brasil

Publicado

2020-08-03

Edição

Seção

Artigos